Em tempos de pandemia, nem o amor e o tesão são como antes